COVID-19 Medidas e Informações

Projetos Cofinanciados na área educação

 

Desenvolvimento das Infraestruturas de Ensino – Infraestruturas Educativas para o Ensino Escolar (Ensino Pré-escolar, Básico e Secundário)
 

Designação do projeto: Beneficiação Geral e Espaços Exteriores da Escola Básica Luíza Neto Jorge

Código do projeto: LISBOA-07-5673-FEDER-000071

Objetivo principal: Elevar a qualificação dos jovens e adultos, reforçando a qualidade da educação e formação

Região de intervenção: Área Metropolitana de Lisboa

Entidade beneficiária: Município de Lisboa

Data de aprovação: 05-09-2019

Data de início: 01-08-2018

Data de conclusão: 31-12-2020

Custo total: 1.841.306,90 EUR

Custo total elegível: 737.000,00 EUR

Apoio financeiro da União Europeia/FEDER: 368.500,00 EUR

Apoio financeiro público nacional: 368.500,00 EUR

Objetivo: A presente Operação consiste na Beneficiação Geral e Arranjos Exteriores da Escola Básica Luíza Neto Jorge, equipamento localizado na Junta de Freguesia de Marvila e pertencente ao Agrupamento de Escolas D. Dinis.

Após a intervenção, a capacidade estabelecida no âmbito desta candidatura é de 5 salas de aula de 1.º ciclo (120 alunos) e 3 salas de pré-escolar (75 crianças).


Desenvolvimento das Infraestruturas de Ensino – Infraestruturas Educativas para o Ensino Escolar (Ensino Pré-escolar, Básico e Secundário)
 

Designação do projecto: Beneficiação Geral e Espaços Exteriores da Escola Básica Lisboa N.º 36

Código do projecto: LISBOA-07-5673-FEDER-000049

Objetivo principal: Elevar a qualificação dos jovens e adultos, reforçando a qualidade da educação e formação

Região de intervenção: Área Metropolitana de Lisboa

Entidade beneficiária: Município de Lisboa

Data de aprovação: 19-05-2020

Data de início: 16-11-2015

Data de conclusão: 31-12-2020

Custo total: 2.239.195,00 EUR

Custo total elegível: 1.058.000,00 EUR

Apoio financeiro da União Europeia/FEDER: 529.000,00 EUR

Apoio financeiro público nacional: 529.000,00 EUR

Objetivo: A presente Operação consiste na Beneficiação Geral e Arranjos Exteriores da Escola Básica Lisboa N.º 36, equipamento com uma capacidade atual de 10 salas de aula de 1.º ciclo (240 alunos) e 2 salas de pré-escolar (50 crianças), localizado na Junta de Freguesia dos Olivais e pertencente ao Agrupamento de Escolas Piscinas-Olivais.
Após a intervenção, a capacidade estabelecida é de 9 salas de aula de 1.º ciclo (216 alunos) e 3 salas de pré-escolar (75 crianças).


Desenvolvimento das Infraestruturas de Ensino - Infraestruturas Educativas para o ensino Escolar (Ensino Pré-Escolar, Básico e Secundário)
 

Designação do projeto: Escola Básica Quinta dos Frades - Ampliação

Código do projeto: Operação LISBOA 07-5673-FEDER-000035

Objetivo principal: Elevar a qualificação dos jovens e adultos, reforçando a qualidade da educação e formação

Região de intervenção: Área Metropolitana de Lisboa

Entidade beneficiária: Município de Lisboa

Data de aprovação: 3 de Março de 2017

Data de início: 7 de novembro de 2016

Data de conclusão: 28 de fevereiro de 2018

Custo total: 455 199,12 EUR

Custo total elegível: 455 199,12 EUR

Apoio financeiro da União Europeia: FEDER 227 599,56 EUR

Apoio financeiro público nacional: 227 599,56 EUR

Objetivo: A operação consiste na ampliação do edificado escolar em mais quatro salas de aula.


Desenvolvimento das Infraestruturas de Ensino - Infraestruturas Educativas para o ensino Escolar (Ensino Pré-Escolar, Básico e Secundário)
 

Designação do projeto: Beneficiação Geral e Arranjos Exteriores da Escola Básica Bairro de São Miguel

Código do projeto: Operação LISBOA 07-5673-FEDER-000042

Objetivo principal: Elevar a qualificação dos jovens e adultos, reforçando a qualidade da educação e formação

Região de intervenção: Área Metropolitana de Lisboa

Entidade beneficiária: Município de Lisboa

Data de aprovação: 05-09-2019

Data de início: 30-10-2015

Data de conclusão: 31-12-2019

Custo total: 2.025.505,51 EUR

Custo total elegível: 1.813.849,81 EUR

Apoio financeiro da União Europeia: FEDER 906.924,91 EUR

Apoio financeiro público nacional: 906.924,90 EUR

Objetivo: A Operação consiste na requalificação de todo o estabelecimento escolar, com 16 salas de 1.º ciclo com uma capacidade total de 384 alunos, localizado na freguesia de Alvalade em Lisboa /Agrupamento de Escolas Rainha Dona Leonor.


Desenvolvimento das Infraestruturas de Ensino - Infraestruturas Educativas para o ensino Escolar (Ensino Pré-Escolar, Básico e Secundário)
 

Designação do projeto: Beneficiação Geral e Espaços Exteriores da Escola Básica Coruchéus

Código do projeto: Operação LISBOA 07-5673-FEDER-000041

Objetivo principal: Elevar a qualificação dos jovens e adultos, reforçando a qualidade da educação e formação

Região de intervenção: Área Metropolitana de Lisboa

Entidade beneficiária: Município de Lisboa

Data de aprovação: 25-05-2017

Data de início: 03-11-2015

Data de conclusão: 30-06-2019

Custo total: 1.704.251,39 EUR

Custo total elegível: 806.725,00 EUR

Apoio financeiro da União Europeia: FEDER 403.362,50 EUR

Apoio financeiro público nacional: 403.362,50 EUR

Objetivo: A presente Operação consiste na requalificação e ampliação da Escola Básica Coruchéus, estabelecimento com 8 salas de 1.º ciclo e capacidade total para 208 alunos, inserido no Agrupamento de Escolas Rainha Dona Leonor em Lisboa, freguesia de Alvalade.


Desenvolvimento das Infraestruturas de Ensino – Infraestruturas Educativas para o Ensino Escolar (Ensino Pré-escolar, Básico e Secundário)


Designação do projecto: Beneficiação Geral e Espaços Exteriores da Escola Básica Dom Luís da Cunha

Código do projecto: LISBOA-07-5673-FEDER-000040

Objetivo principal: Elevar a qualificação dos jovens e adultos, reforçando a qualidade da educação e formação

Região de intervenção: Área Metropolitana de Lisboa

Entidade beneficiária: Município de Lisboa

Data de aprovação: 05-09-2019

Data de início: 09-10-2015

Data de conclusão: 31-10-2019

Custo total: 1.518.395,00 EUR

Custo total elegível: 1.329.902,18 EUR

Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 664.951,09 EUR

Apoio financeiro público nacional: 664.951,09 EUR

Objetivo: A presente Operação consiste na Beneficiação Geral e Arranjos Exteriores da Escola Básica Dom Luís da Cunha, equipamento com uma capacidade de 7 salas de aula de 1.º ciclo (168 alunos) e 3 salas de pré-escolar (75 crianças), localizado na Junta de Freguesia de Alvalade e pertencente ao Agrupamento de Escolas Vergílio Ferreira.

Obras concluídas e em funcionamento

1. Jardim de Infância do Lumiar – construção de equipamento de pré-escolar em terreno autónomo, com quatro salas de atividades, com uma capacidade máxima para 100 crianças, inaugurado em 7 de Setembro de 2010.

Custo Total: 1,120,461.97€

Custo Total Elegível: 488,030.93€

Montante Comparticipado (Estado Português): 243,681.57€

Investimento Municipal: 876,780.40€


2. Jardim de Infância da Pena – construção de equipamento de pré-escolar com três salas de atividades, com uma capacidade máxima para 75 crianças, localizado no recinto da Escola Básica Lisboa n.º 1, inaugurado em 4 de Outubro de 2010.

Custo Total: 855,251.79€

Custo Total Elegível: 320,810.30€

Montante Comparticipado (Estado Português): 160,405.15€

Investimento Municipal: 694,846.64€


3. Jardim de Infância de Alvalade – construção de equipamento de pré-escolar com três salas de actividades, com capacidade máxima para 75 crianças, localizado no recinto da Escola Básica Teixeira de Pascoais, inaugurado em 7 de Setembro de 2010.

Custo Total: 618,171.02€

Custo Total Elegível: 349,130.11€

Montante Comparticipado (Estado Português): 174,565.06€

Investimento Municipal: 443,605.96€


Eixo Prioritário 1 –“Competitividade, Inovação e Conhecimento”

Medida: “Economia Digital e Sociedade do Conhecimento – Plano Tecnológico da Educação

Código da Operação: LISBOA-01-001-FEDER-000383

Data de Início da Operação: 12/07/2007

Data da Conclusão da Operação: 31/12/2012

Custo Total LAN`s: 184.500,01€

Custo Total Elegível: 66.000,00€

Comparticipação FEDER: 26.400,00€

Taxa de Comparticipação: 40% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 158.100,00€

Custo Total Quadros Interativos: 128.067,62€

Custo Total Elegível: 95.040,00€

Comparticipação FEDER: 38.016,00€

Taxa de Comparticipação: 40% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 90.051,62€

A Câmara Municipal de Lisboa integrou a candidatura conjunta, liderada pela Área Metropolitana de Lisboa (AML), no âmbito do Concurso -  Aviso n.º 3 da  "Economia Digital e Sociedade do Conhecimento – Plano Tecnológico da Educação” com projetos que visam integrar as TIC nos processos de ensino e aprendizagem, no âmbito do Plano Tecnológico da Educação para o 1º ciclo do Ensino Básico. O Município de Lisboa apresentou candidatura nas tipologias de Quadros Interativos e LAN’s/Wireless.

Neste âmbito foi cofinanciada a colocação de 66 Quadros Interativos, para as 66 escolas, passíveis de serem elegíveis no âmbito da presente candidatura, tendo igualmente obtido aprovação a colocação de Lan’s/Wireless em 22 escolas.

 

Eixo Prioritário 1 –“Competitividade, Inovação e Conhecimento”

Medida:Promoção e Capacitação Institucional” - Orquestras Sinfónicas Juvenis - Programa Orquestra Geração - Lisboa

Código da Operação: LISBOA-01-0527-FEDER-000733

Data de Início da Operação: 01/10/2011

Data da Conclusão da Operação: 31/08/2013

Custo Total: 350.944,00€

Custo Total Elegível: 296.600,00€

Comparticipação FEDER: 118.640,00€

Taxa de Comparticipação: 40% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 232.304,00€

O Programa Orquestra Geração é um projeto centrado na ação e desenvolvimento social através da música inspirado no “Sistema de Orquestas Infantiles e Juveniles de Venezuela”. O projeto tem como objetivos o desenvolvimento de orquestras juvenis em escolas do 1.º e 2º ciclo do ensino básico, bem como contribuir para a inserção e desenvolvimento das crianças e jovens, promover a autoestima das crianças e das suas famílias, aproximar os pais do processo educativo dos filhos, fomentar a igualdade de oportunidades, combater o abandono e insucesso escolar e conter a exclusão social, principalmente em bairros onde o tecido familiar é muito frágil.

A Câmara Municipal de Lisboa deu início ao “Programa Orquestra Geração Lisboa” no ano letivo 2010/2011, nas escolas Arquitecto Gonçalo Ribeiro Telles - Boavista e Alexandre Herculano - Ajuda. E logo nesse ano frequentaram a Orquestra 66 alunos.

No sentido de se alargar o Programa Orquestra Geração, foi aberto, no ano letivo 2012/2013, mais um polo de Orquestra na escola do Armador - Chelas, onde foram, ainda, criadas condições para receber as práticas coletivas da Orquestra Geração Lisboa.

O Programa já envolve quase 100 crianças e jovens, na generalidade, oriundos de contextos sociais extremamente diversificados que de um modo geral, dificilmente teriam acesso ao ensino da música e à prática de orquestra se não fosse a sua inclusão ativa na Orquestra Geração Lisboa.

Apesar do curto período de existência da Orquestra Geração Lisboa, a sua dinâmica e o impacto das mais de 70 apresentações públicas, permitiu o seu reconhecimento por diversas entidades, agentes e instituições ligados à música, ao ensino e à cultural, contribuindo de forma extraordinária para a autoestima das crianças e jovens, bem como para a motivação e envolvimento das suas famílias no sentido de se integrarem nas atividades da Orquestra.

Para o sucesso da Orquestra Geração Lisboa, a Câmara Municipal, contou com o apoio financeiro do QREN e do FEDER nos anos letivos 2011\2012 e 2012\2013 e do Ministério da Educação e Ciência que desde o ano letivo 2011\2012 partilha com a CML os encargos com os professores de música das escolas abrangidas pelo Programa. A Associação dos Amigos da EMCN assegura a coordenação pedagógica e a promoção das ações de integração com a comunidade.

 

Eixo Prioritário 3 – “Coesão Social “

Medida: “Requalificação da Rede Escolar do Ensino Básico e da Educação Pré-Escolar”

Designação da Operação: Centro Escolar do Bairro do Armador (Zona M de Chelas)

Código da Operação: LISBOA-03-0944-FEDER000163

Data de Início da Operação: 25/06/2008

Data de Conclusão da Operação: 31/12/2011 

Custo Total: 2,786,457.17€

Custo Total Elegível: 2,699,931.73€

Comparticipação FEDER: 1,754,955.62€

Taxa de Comparticipação: 65% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 1,031,501.55€

Com a candidatura efetuada pela Câmara Municipal de Lisboa ao QREN da Escola Básica Bairro do Armador foi possível obter um cofinanciamento significativo para a construção de um Centro Escolar moderno e bem equipado numa área da Cidade de Lisboa onde subsistem grupos sociais pouco favorecidos, inserindo-se este projeto na medida “Requalificação da Rede Escolar de 1.º Ciclo do Ensino Básico e da Educação Pré-Escolar”, do Programa Operacional Regional de Lisboa.

A abertura do Centro Escolar do Bairro do Armador, estabelecimento que integra doze salas de aula de 1.º ciclo do ensino básico e seis salas de jardim-de-infância, com uma capacidade total de 288 alunos do 1.º ciclo e 150 crianças de pré-escolar, traduziu-se numa melhoria significativa de oferta pública de educação e de ensino da Cidade de Lisboa, numa área da cidade com elevada densidade residencial e onde, até então, as crianças tinham que percorrer distâncias significativas até aos equipamentos escolares mais próximos.

A disponibilização deste Centro Escolar veio contribuir de modo muito significativo para a melhoria dos percursos escolares das crianças que o frequentam. Nele se encontram disponíveis salas de aula bem equipadas, salas polivalentes, biblioteca/centro de recursos, cozinha e espaços de refeitório, para além de áreas de recreio diferenciadas para as crianças do pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico.
O Centro Escolar encontra-se ainda apetrechado com um campo de jogos e de um ginásio, que pela sua localização e características, possibilitam não só a sua frequência pelas crianças, como também a sua abertura à população em geral, o que se traduz numa melhoria da oferta de equipamentos mais especificamente no Bairro do Armador e, em termos mais genéricos, no Bairro de Chelas.

O equipamento apresenta um bom enquadramento urbanístico face à sua envolvente e a sua abertura teve consequências positivas em termos da dinâmica quotidiana do Bairro do Armador, dado que se trata de uma área predominante residencial. 
 

Descrição:

  • Edifício novo
  • N.º salas de aula de 1º ciclo do ensino básico: 12
  • N.º salas de jardim de infância: 6
  • Capacidade total 1.º CEB: 288 crianças
  • Capacidade total pré-escolar: 150 crianças
  • N.º salas polivalentes: 3
  • Biblioteca/centro de recursos: 1
  • Cozinha e espaços de refeitório: 2
  • Áreas de recreio diferenciadas para as crianças do pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico
  • Campo de jogos
  • Ginásio

Data de inauguração da escola: 15 de setembro de 2009

 

Designação da Operação: Ampliação/Remodelação da EB1 das Laranjeiras n.º 120 e JI do Bairro de S. João

Código da Operação: LISBOA-03-0944-FEDER000256

Data de Início da Operação: 19/11/2008

Data de Conclusão da Operação: 31/12/2011

Custo Total: 2,359,353.75€

Custo Total Elegível: 2,092,754.18€

Comparticipação FEDER: 1,360,290.22€

Taxa de Comparticipação: 65% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 999,063.53€

A Escola Básica das Laranjeiras é um centro escolar localizado na Freguesia de São Domingos de Benfica. Inicialmente tinha uma capacidade de seis salas de 1.º ciclo e duas salas de jardim-de-infância, funcionando em regime duplo para poder dar resposta à forte procura de 1.º ciclo. Este estabelecimento foi alvo de uma intervenção que comportou obras de ampliação e de grande remodelação. As obras de ampliação envolveram a construção de oito novas salas de aula do 1.º ciclo e de novas valências como a biblioteca, a sala multimédia, o novo polidesportivo descoberto, um segundo espaço de refeitório, balneários e novas instalações sanitárias.

A candidatura efetuada pela Câmara Municipal de Lisboa ao QREN/PORLisboa incidiu sobre as obras de ampliação e grande remodelação, tendo obtido financiamento FEDER para a remodelação das salas existentes, da substituição de coberturas, pavimentos e redes de infraestruturas no edifício original e requalificação dos espaços exteriores. No decorrer destas obras foi possível adaptar duas salas preexistentes para a valência de jardim-de-infância e criar um segundo espaço de ginásio.

A intervenção neste centro escolar contribuiu para uma melhoria significativa nas condições de oferta de valências e na capacidade existente, pondo fim ao regime duplo de funcionamento, numa área da cidade que regista carência na oferta de equipamentos de educação e ensino da rede pública. Tem atualmente uma capacidade total de 436 alunos, dos quais 100 são crianças de jardim de Infância e 336 de 1.º ciclo.

Descrição:

  • Requalificação e ampliação
  • N.º salas de aula de 1º ciclo do ensino básico: 14
  • N.º salas de jardim de infância: 4 (2 não comparticipadas)
  • Capacidade total 1.º CEB: 336 crianças
  • Capacidade total pré-escolar: 100 crianças
  • N.º salas polivalentes: 1
  • Sala multimédia: 1
  • Biblioteca/centro de recursos: 1
  • Cozinha e espaços de refeitório: 1
  • Áreas de recreio
  • Polidesportivo descoberto
  • Campo de jogos
  • Ginásio

Data de inauguração da escola: A escola retomou o seu funcionamento em 17 de dezembro de 2010.

 

Designação atual da Escola: Escola Básica Professora Aida Vieira

Designação da Operação: Escola Básica do 1.º Ciclo n.º 167 (Bairro Padre Cruz)

Código da Operação: LISBOA-03-0944-FEDER000269

Data de Início da Operação: 04/12/2008

Data de Conclusão da Operação: 31/12/2011

Custo Total: 3,121,290.88€

Custo Total Elegível: 2,303,941.37€

Comparticipação FEDER: 1,497,561.89€

Taxa de Comparticipação: 65% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 1,623,728.99€

A Escola Básica Professora Aida Vieira (ex-EB n.º 167), sita no Bairro Padre Cruz, Junta de Freguesia de Carnide, funcionava numa construção pré-fabricada, de carácter provisório, com doze salas de aula (capacidade para 288 alunos). A candidatura efetuada pela Câmara Municipal de Lisboa ao QREN/ Programa Operacional Regional de Lisboa visou demolir este pré-fabricado, obtendo cofinanciamento FEDER para o substituir por um edifício construído de raiz com dezasseis novas salas e capacidade para albergar um total de 384 alunos de 1.º ciclo. Este projeto permitiu eliminar um edifício de carácter provisório da rede pública de estabelecimentos de educação e ensino da cidade de Lisboa, inserindo-se plenamente num dos principais objetivos da medida “Requalificação da Rede Escolar de 1.º Ciclo do Ensino Básico e da Educação Pré-Escolar”, do Programa Operacional Regional de Lisboa, que visa a eliminação de todos os edifícios de construção precária, nomeadamente pavilhões pré-fabricados.

Esta construção dispõe de refeitório, de forma a dar resposta a toda a população escolar do estabelecimento. O mesmo servirá também de espaço de convívio para os alunos, nomeadamente para ser utilizado quando se realizem festas de fim de ano e de final de períodos letivos. A cozinha, com espaços próprios para a conservação de alimentos, permite a confeção local das refeições, contribuindo desta forma para um incremento de qualidade das refeições disponibilizadas.

A biblioteca, onde funciona também um centro de recursos, é um espaço destinado a todos os alunos da Escola, sendo um local privilegiado de acesso à leitura e às novas tecnologias.

As duas salas polivalentes funcionam como salas de atividades, podendo ser utilizadas para um diverso conjunto de iniciativas.
As três salas de educação plástica têm ponto de água e esgoto, pelo que são adaptadas à execução de tarefas que exigem essas condições.

No exterior foi construído um campo de jogos em terra batida, com tabelas de basquetebol, e instalada uma parede de escalada.

Descrição:

  • Edifício novo
  • N.º salas de aula de 1º ciclo do ensino básico: 16
  • Capacidade total 1.º CEB: 384 crianças
  • N.º salas polivalentes: 2
  • Nº salas de educação plástica: 3
  • Biblioteca/centro de recursos: 1
  • Cozinha e espaços de refeitório: 1
  • Campo de jogos

Data de inauguração da escola: 20 de setembro de 2010.

 

Designação da Operação: Escola Básica das Galinheiras/Charneca – EB1 + JI

Código da Operação: LISBOA-03-0944-FEDER000774

Data de Início da Operação: 25/09/2009

Data de Conclusão da Operação: 25/03/2012

Custo Total: 2,848,427.78€

Custo Total Elegível: 1,849,979.10€

Comparticipação FEDER: 1,202,486.42€

Taxa de Comparticipação: 65% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 1,645,941.36€

Anteriormente à abertura da Escola Básica das Galinheiras com Jardim de Infância, existia uma única Escola Básica nesta área da Cidade, a Escola Básica Maria da Luz de Deus Ramos (1.º Ciclo + JI), onde persistia o regime duplo de funcionamento, devido à elevada procura registada.

Com a candidatura efetuada pela Câmara Municipal de Lisboa ao QREN, foi possível eliminar o regime duplo de funcionamento, inserindo-se esta Operação num dos principais objetivos da medida “Requalificação da Rede Escolar de 1.º ciclo do Ensino Básico e da Educação Pré-Escolar”, do Programa Operacional Regional de Lisboa.

Com o surgimento do novo equipamento, a oferta escolar desta zona sofreu um notável incremento através da entrada em funcionamento de mais oito salas do 1.º ciclo do ensino básico e três salas de jardim-de-infância, mantendo-se igualmente a funcionar a Escola Básica Maria da Luz de Deus Ramos.

Após a abertura da Escola Básica das Galinheiras, parte das crianças moradoras nesta área da Cidade passaram a ter acesso a uma escola modernamente equipada com biblioteca/centro de recursos, sala polivalente, ginásio com balneários, sendo ainda de ressaltar o acesso a refeições confecionadas localmente e a bons espaços exteriores e de convívio, bem como a atividades letivas e de enriquecimento curricular que se desenvolvem a tempo inteiro, durante todo o dia na escola (9h-17h), com possibilidade de alargamento do horário da manhã – período de acolhimento – e da tarde, para as famílias que assim o requisitem.

Por outro lado, é de assinalar que a Escola Básica das Galinheiras constitui-se como um polo dinamizador do Bairro e da zona envolvente. As boas condições do equipamento propiciam a interação com a comunidade, em primeiro lugar com os pais, encarregados de educação e família alargada das crianças que frequentam o equipamento escolar, mas também em termos da utilização do espaço escolar, nomeadamente do ginásio, por grupos desportivos diferenciados, bem como por grupos de seniores.

Descrição:

  • Edifício novo
  • N.º salas de aula de 1º ciclo do ensino básico: 8
  • N.º salas de jardim de infância: 3
  • Capacidade total 1.º CEB: 192 alunos
  • Capacidade total pré-escolar: 75 crianças
  • N.º salas polivalentes: 1
  • Biblioteca/centro de recursos: 1
  • Cozinha e espaços de refeitório: 1
  • Áreas de recreio diferenciadas para as crianças do pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico
  • Campo de jogos
  • Ginásio

Data de inauguração da escola: 8 de setembro de 2010.

 

Candidatura Aprovada em Regime de Aprovação Condicionada - Overbooking - Escola Básica Convento do Desagravo

Eixo Prioritário 3 – “Coesão Social”
Medida: “Requalificação da Rede Escolar de 1.º Ciclo do Ensino Básico e da Educação Pré-Escolar”

Designação da Operação: Escola Básica Convento do Desagravo

Código da Operação: LISBOA-03-0944-FEDER-001065

Data de Início da Operação: 22/10/2013

Data de Conclusão da Operação: 06/07/2015

Custo Total: 3,704,063.60 €

Custo Total Elegível: 2,575,467.66 €

Comparticipação FEDER: 1,671,551.94 €

Taxa de Comparticipação: 65% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 2,032,511.66 €

A Escola Básica Convento do Desagravo é um Centro Escolar com as valências de pré-escolar e 1.º Ciclo, faz parte do Agrupamento de Escolas Gil Vicente e está inserida na freguesia de São Vicente em Lisboa. Tem 16 salas de 1.º ciclo e 3 salas de Jardim de Infância, a que corresponde uma capacidade respectiva de 416 alunos e 75 crianças. Dispõe das seguintes valências: 1 Biblioteca; 1 sala de informática; 1 sala de audiovisuais e 1 sala de “coro alto” - estes dois espaços ficarão separados por portas de recolher que permitem unificar o espaço caso seja necessário; 1 ginásio; 1 polivalente; 1 cozinha, 2 refeitórios; 1 copa de lanches; 1 sala de professores; 1 sala de direcção; 1 secretaria; 1 anfiteatro ao ar livre; instalações sanitárias adequadas às faixas etárias das duas valências e instalações sanitárias adaptadas a pessoas com mobilidade condicionada; balneários; salas de expressão plástica; salas de expressão dramática e recreios descobertos individualizados para o 1.º ciclo e para o JI.

Descrição:

  • Edifício novo
  • N.º salas de aula de 1.º Ciclo do Ensino Básico: 16
  • N.º de salas de actividade de Educação Pré-escolar: 3
  • Capacidade total 1.º CEB: 416 alunos
  • Capacidade total Pré-escolar: 75 crianças
  • N.º salas polivalentes: 2
  • N.º salas de educação plástica/musical: 2
  • Biblioteca/centro de recursos: 1
  • Cozinha e espaços de refeitório: 3

Data de inauguração da Escola: 21 de Setembro de 2015.

 

Candidatura Aprovada em Regime de Aprovação Condicionada – Overbooking - Escola Básica São João de Brito

Eixo Prioritário 3 – “Coesão Social”
Medida: “Requalificação da Rede Escolar de 1.º Ciclo do Ensino Básico e da Educação Pré-Escolar”

Designação da Operação: Escola Básica São João de Brito

Código da Operação: LISBOA-03-0944-FEDER-001063

Data de Início da Operação: 31/01/2011

Data de Conclusão da Operação: 12/06/2012

Custo Total: 1,282,646.70 €

Custo Total Elegível: 1,056,250.00 €

Comparticipação FEDER: 686,562.49 €

Taxa de Comparticipação: 65% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 596,084.21 €

A Escola Básica São João de Brito tem as valências de Pré-escolar e 1.º Ciclo, faz parte do Agrupamento de Alvalade e está inserida na freguesia de Alvalade em Lisboa.

A intervenção efetuada na Escola Básica São João de Brito envolveu a beneficiação de todas as salas e espaços comuns da escola, num total de 13 salas de aula, bem como a construção de um novo edifício destinado ao ginásio/sala polivalente com balneários, vestiários e instalações sanitárias com adaptação a pessoas com mobilidade reduzida. A sua localização no recinto escolar permite a utilização pela comunidade envolvente. Foram ainda requalificados a biblioteca, sala de professores e sala de computadores. A intervenção no equipamento também envolveu uma remodelação profunda na cozinha/refeitório que permitiu a implementação de um sistema de confeção local e o incremento do espaço de refeitório. Foram globalmente melhorados todos os espaços de circulação e todas as salas existentes. Procedeu-se também à substituição e/ou limpeza dos pavimentos, bem como a substituição integral da cobertura (anteriormente em fibrocimento). Foi igualmente assegurada a substituição ou reparação das várias redes de infraestruturas, como as de saneamento, de água, eletricidade e as redes de comunicações.

A intervenção permitiu posteriormente a criação de uma sala de jardim-de-infância com instalações sanitárias de uso exclusivo, transformando este estabelecimento num Centro Escolar com 1º ciclo e jardim de infância com 12 salas de 1.º ciclo e 1 de pré-escolar a que corresponde uma capacidade máxima de 312 alunos e 25 crianças, respectivamente.

Descrição:

  • Requalificação/e ampliação
  • N.º salas de aula de 1.º Ciclo do Ensino Básico: 12
  • N.º de salas de actividade de Educação Pré-escolar: 1
  • Capacidade total 1.º CEB: 312 alunos
  • Capacidade total Pré-escolar: 25 crianças
  • N.º salas polivalentes: 1
  • Biblioteca/centro de recursos: 2
  • Cozinha e espaços de refeitório: 1


Data de inauguração da escola: setembro de 2011

 

Candidatura Aprovada em Regime de Aprovação Condicionada – Overbooking - Escola Básica Sarah Afonso
 

Eixo Prioritário 3 – “Coesão Social”
Medida: “Requalificação da Rede Escolar de 1.º Ciclo do Ensino Básico e da Educação Pré-Escolar”

Designação da Operação: Escola Básica Sarah Afonso

Código da Operação: LISBOA-03-0944-FEDER-001066

Data de Início da Operação: 28/02/2014

Data de Conclusão da Operação: 30/09/2015

Custo Total: 3,291,419.85 €

Custo Total Elegível: 937,500.00 €

Comparticipação FEDER: 608,958.67 €

Taxa de Comparticipação: 65% do Custo Total Elegível

Investimento Municipal: 2,682,461.18 €

A Escola Básica Sarah Afonso, sita na Rua Almada Negreiros, pertence ao Agrupamento de Escolas Santa Maria dos Olivais e à Junta de Freguesia dos Olivais. Esta escola funciona como centro escolar num edifício com uma capacidade de 10 salas de aula de 1.º ciclo (260 alunos) e 4 salas de pré-escolar (100 crianças).

Esta escola foi alvo de obras de Grande Remodelação em todo o edifício principal, englobando simultaneamente a substituição integral de coberturas (anteriormente em fibrocimento), pavimentos e redes de infraestruturas (esgotos, eletricidade, entre outros). No exterior foi construído um pavilhão polidesportivo, com a dupla função de servir a escola e a comunidade.

Após a presente intervenção, verifica-se a existência de espaços de utilização comum, tais como quatro salas da escola, que podem ser utilizadas para diversas atividades, uma cozinha, com espaços próprios para a conservação de alimentos, e que permite a confeção local das refeições, um refeitório, a biblioteca, onde funciona também um centro de recursos, sala de professores, e no exterior foi construído um campo de jogos, com balizas e tabelas de basquetebol.

A requalificação destas instalações conduziu a uma melhoria das condições de funcionamento deste equipamento, beneficiando deste modo a população escolar que o frequenta.

Descrição:

  • Edifício requalificado
  • N.º salas de aula de 1.º ciclo do ensino básico: 10
  • N.º salas de jardim-de-infância: 4
  • Capacidade total 1.º CEB: 260 alunos
  • Capacidade total pré-escolar: 100 crianças
  • Biblioteca/centro de recursos: 1
  • Cozinha e espaços de refeitório: 1
  • Pavilhão polidesportivo: 1
  • Áreas de recreio diferenciadas para as crianças do pré-escolar e do 1.º ciclo
  • Campo de jogos


Data de inauguração da escola: 22 de setembro de 2015


Designação da Operação: Programa de Desenvolvimento de Creches em Lisboa - Programa B.á.Ba

Código da Operação: LISBOA-02-0741-FEDER-001113 

Custo Total: 7,021,218.26 Despesa total elegível 4,419,237.54 

Taxa de co-financiamento: 65,00% em overbooking 

Comparticipação (Fundo): 2,872,504.40

Data de inicio: 2013/03/18

Data de Conclusão: 2015/02/13

Descrição da operação: A operação "Programa de Desenvolvimento de Creches em Lisboa -Programa B.á.Ba teve 2 objetivos:1) Aumentar a taxa de cobertura das creches da rede pública face às necessidades identificadas, através da criação de 2.500 lugares; 2) Criar condições para a progressiva qualificação dos equipamentos existentes. A construção de 11 creches (9 creches duplas e 2 creches individuais) em 20 estruturas modelares, refere-se ao primeiro eixo deste programa e é o que se apresenta nesta candidatura. A conclusão deste primeiro eixo permitiu aumentar em 840 lugares a oferta disponível, atingindo assim uma cobertura de 42,8%, contribuindo para a aproximação da taxa mínima de referência da rede pública em Lisboa.