Condicionamento temporário de circulação na via pública - alteração

Alteração de data e/ou local

Última atualização:

Se pretender alterar data/ local do condicionamento, após a emissão de autorização da CML e, caso a data inicial do condicionamento tenha sido ultrapassada tem de formalizar novo pedido de autorização e pagar a respetiva taxa.

O requerente deve efetuar o pedido de presença policial à Polícia Municipal ou Polícia de Segurança Pública/Divisão de Trânsito, articulando os prazos da CML com os prazos das forças policiais, consoante o planeamento dos trabalhos que pretende desenvolver e que implicam ocupação de espaço público.

Quem pode solicitar
Pessoa singular ou coletiva, pública ou privada.

ler mais
ler menos

Documentos

Caso opte pela entrega presencial:
- Documentos exclusivamente em suporte digital (pen)
- Ficheiros em formato PDF, JPEG ou TIFF
- Cada documento deve corresponder a um ficheiro devidamente identificado
- O total dos ficheiros não pode ultrapassar os 4 Mb

Formulário e lista de documentos
Informação sobre proteção de dados pessoais

Quanto custa

Alteração de data/local - 61,70€ / por cada

Esta informação não dispensa a consulta da Tabela de Taxas Municipais em vigor.

Meios de pagamento:
Dinheiro
Multibanco
Cheque à ordem de “Câmara Municipal de Lisboa”

Prazo

Emissão: O pedido deve ser efetuado com antecedência máxima de 1 mês e mínima de 10 dias úteis da data da sua realização. O prazo começa a contar a partir da data em que o pedido entra corretamente instruído com o respetivo pagamento. O condicionamento só poderá ocorrer a partir do 11.º dia.

Validade: O condicionamento é autorizado para um período máximo de 10 dias úteis,  a contar da data de início do condicionamento.

Legislação

Código da Estrada (Decreto-Lei n.º 114/1994, de 3 de maio, revisto e republicado pelo Decreto-Lei n.º 2/1998, de 3 de janeiro, e pelo Decreto-Lei n.º265-A/2001, de 28 de setembro, alterado pela Lei n.º 20/2002, de 21 de agosto e alterado e republicado pelo Decreto-Lei n.º 44/2005, de 23 de fevereiro, nomeadamente o n.º 1 do artigo 5.º e pela Lei n.º 72/2013, de 03 de setembro)